Que comece 2020!

E então eis que janeiro passou e estamos oficialmente começando o ano letivo neste início de fevereiro. O início do mês marca também o início de nossas atividades no grupo.

Para dar o ritmo, gostaria de iniciar as atividades do grupo neste ano recomendando algumas leituras relacionadas a nosso projeto principal em curso. Eis as recomendações:

  • O blog da Petrobras e o jornalismo: de que aspectos éticos estamos falando?
    Edson Fernando Dalmonte
    Resumo: Aborda o caso do blog da Petrobras, Fatos e Dados, criado para ser um canal de comunicação direta com a sociedade e local de apresentação da versão oficial de informações que dizem respeito à estatal. Tomando por parâmetro indagações acerca de questões éticas que envolvem a referida experiência comunicacional, propõe uma reflexão sobre as possíveis redefinições do fazer comunicacional, em contraste com o fazer jornalístico. Ao apresentar sua versão dos fatos diretamente à sociedade, a empresa opta por um modelo de comunicação não mediada, o que pressupõe a redefinição dos lugares de fala e visibilidade. Propõe, ainda, reflexão sobre a ética discursiva, sobretudo no tocante ao ideal de participação do indivíduo nos processos de debate de assuntos de interesse público.
  • Desintermediação na sociedade midiatizada: Petrobras e suas práticas comunicacionais no blog corporativo Fatos e Dados
    Eugenia Mariano Da Rocha Barichello, Elisangela Lasta
    Resumo: O texto estuda o blog corporativo Petrobras a partir da desintermediação. O artigo analisa a prática institucional da comunicação no atual contexto sociotécnico. O tema está dividido em três partes: a primeira aborda a midiatização e seus processos, com base em um diagrama proposto por Veron, para explicar o fenômeno da midiatização e as quatro áreas da produção coletiva. O segundo discute as noções de “nova” visibilidade da desintermediação e da sociedade mediada na perspectiva da mídia digital. O terceiro trata do contexto atual, quando a Petrobras optou por criar seu blog corporativo e análise de conteúdo.
  • O blog Fatos e Dados e sua articulação com a esfera de visibilidade pública
    Nina Santos, Wilson Gomes
    Resumo: Com o intuito de publicizar informação sobre si própria, a Petrobras deci-diu, em 2009, criar um blog próprio, passando a se comunicar diretamente com o ci-dadão. O blog “Fatos e Dados” compõe-se de postagens que abrangem não apenas a-tividades da empresa, mas também comunicações diretas com os grandes media, além de comentários de leitores. Sem desconsiderar a existência dos grandes media, a Pe-trobras criou uma alternativa de comunicação, utilizando-se das potencialidades que um blog é capaz de proporcionar. Através da análise de postagens, comentários e fer-ramentas utilizadas, esse trabalho pretende compreender como essa estratégia de co-municação foi construída e que objetivos vem conseguindo atingir, no que tange à sua inserção na esfera de visibilidade pública e os reflexos disso na comunicação direta com o cidadão. A pesquisa resultou no entendimento do caso de análise como uma in-teressante tentativa de articulação entre as informações divulgadas pelos media, a ver-são de uma empresa majoritariamente estatal e a comunicação direta com os cida-dãos, sem, no entanto, estabelecer nenhuma vinculação entre a discussão pública e a tomada de decisões políticas.
  • Tools of Legitimacy: The Case of the Petrobras Corporate Blog
    Marcos Barros
    Abstract: In this paper we explore how organizations are using new social technologies as tools in the discursive struggle over legitimacy. Using critical discourse analysis, we investigate one such struggle between the corporate blog published by Petrobras, Brazil’s state-owned oil company, and traditional local newspapers. In this particular battle, Petrobras used several discursive strategies to challenge the media’s legitimacy and build its own credibility. Furthermore, we suggest that Petrobras, to underline and to support these strategies, employed a meta-discursive strategy based on a discourse of e-democracy that gave it legitimacy as a discourse producer. In addition, this article contributes to the literature on organizational discourse by uncovering the new social media’s characteristic of hyper-intertextuality that was central in transforming the dynamics of power and resistance and the nature of discursive strategies. Our work analyses how organizations can actively and effectively engage these new tools, which embody socially recognized discourses, to create their own discursive arena and legitimate their counter-narratives.

Publicado por

Caio Cesar

Professor. Doutor e Mestre em Administração. Especialista em Comércio Eletrônico. Publicitário. Leciona e pesquisa sobre Design de Interação, Produção Multimídia, Redes e Mídias Sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *