Projetos de pesquisa da REDE para o 1º semestre de 2018

Então… 2018 já está rolando a pleno vapor, certo? No grupo de pesquisa da REDE estamos com três grandes projetos que devem gerar nos trabalhos. Acompanhe:

Apoio a candidatos e personalidades políticas no Twitter: observações acerca dos usuários, grupos e teor das mensagens publicadas na plataforma.

É crescente a participação e o peso das plataformas de compartilhamento de mensagens na internet nos processos políticos do país. Já, há mais de uma década, percebe-se a influência de material que circula em plataformas sociais em processos eleitorais. A ideia central deste projeto é compreender melhor as manifestações sociais de apoio a candidatos e a personalidades políticas no Brasil na plataforma Twitter por meio da observação do conteúdo e também das eventuais redes que se formam em torno da adoção de hashtags de apoio a personalidades do cenário político nacional.
Entende-se que a investigação dos conteúdos destas mensagens, bem como a identificação dos discursos predominantes pode ser de grande valia para a compreensão dos processos de movimentação social e política em plataformas sociais na internet. Além disso, o processo de investigação pode proporcionar a identificação de redes de influenciadores, perfis falsos e robôs disseminadores de mensagens que utilizam das hashtags para buscar apoio e ajudar a consolidar uma narrativa específica.

 

Alcance em plataformas de mídias sociais e o real poder dos usuários.

Em virtude da grande participação da sociedade nos processos comunicativos que ocorrem nas plataformas sociais, pesquisadores lançam seus olhares sobre elas. No entanto, como plataformas comerciais que necessitam de receita para sua manutenção e, claro, retorno de investimento dos seus fundadores e investidores, estas plataformas tem lançado mão de estratégias de controle dos conteúdos que circulam em seus serviços por meio de algoritmos. Embora a existência e emprego de algoritmos não seja necessariamente ruim, é importante considerar que este uso afasta das plataformas qualquer sombra de neutralidade; especialmente no que se refere a seleção e distribuição daquilo que é publicado nas plataformas. Nesse sentido, o presente projeto visa – por meio da realização de ensaios e experimentos – observar o alcance das mensagens postadas pelos usuários em plataformas sociais, buscando explorar como se dá a intervenção algorítmica destes sistemas nos processos de circulação de informação.

 

Investigando os produtos de conteúdo informacional noticioso em ambientes digitais interativos: compreendendo as dinâmicas que envolvem a produção emergente no Brasil.

O modo através do qual a sociedade se informa está passando por profundas transformações. O crescente tempo que o brasileiro médio passa navegando na web em busca de lazer, contatos e, claro, informações, evidencia isso. O que as pessoas consomem enquanto navegam na web é, em grande parte, produção de seus pares escoada por meio de plataformas sociais. Lado a lado com esta transformação na forma de consumir e distribuir notícias, está em curso uma transformação econômica em função do desenvolvimento, profissionalização e evolução desta produção de conteúdo por parte dos indivíduos. Novos produtos e modelos de negócio são desenvolvidos em torno do conteúdo produzido pelos indivíduos, o que proporciona impactos na reordenação em que atividades profissionais na comunicação.
Deve-se somar a isso o fato de que nos últimos anos o Brasil tem sido palco de um conjunto de modificações estruturais nas redações. Os jornais impressos e revistas tem enfrentado dificuldades, reduzindo seu tamanho, tiragem e alcance e, ao mesmo tempo, abrindo espaço para iniciativas outras, prioritariamente digitais em sua natureza. Os novos produtos jornalísticos que surgem neste contexto, em sua maioria, apresentam modelos de negócio que não são exclusivamente baseados em publicidade.
A ideia com este projeto é a de, em primeiro lugar, fazer um levantamento deste tipo de produção e posterior qualificação dos eventuais modelos que descrevam ou contextualizem de maneira apropriada este formato de publicação. O propósito disso é proporcionar um entendimento mais completo dos termos “alternativo” e “independente”, usados frequentemente para identificar e qualificar estes empreendimentos. Da mesma forma, é intuito desta investigação compreender as dinâmicas envolvidas pelos processos de criação e manutenção destes produtos e entender a ampliação do papel do jornalista que, além de reportar fatos e acontecimentos deve, agora, gerir um negócio.

 

Se você ficou com vontade de saber mais sobre algum destes projetos ou mesmo quer participar das investigações, será um prazer receber sua mensagem. Entre em contato com a gente! Se quiser apenas receber as atualizações dos trabalhos e mensagens relacionadas aos temas que tangenciam estes projetos, siga nosso canal no Telegram!

Publicado por

Caio Cesar

Professor. Doutor e Mestre em Administração. Especialista em Comércio Eletrônico. Publicitário. Leciona e pesquisa sobre Design de Interação, Produção Multimídia, Redes e Mídias Sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *