Como um esforço de venda pode arruinar a experiência de seu usuário

As ferramentas que temos à nossa disposição quando vamos montar um plano de ação de comunicação digital são muitas e nos ajudam bastante. No entanto, se não soubermos o que fazer com elas, elas podem acabar nos atrapalhando mais do que nos ajudam.

Para produção e gestão de conteúdo, mais da metade dos sites do mundo usa o WordPress. É uma ferramenta e tanto. Muito útil e eficiente. A comunidade em torno da ferramenta proporcionou muitos plugins e facilidades que nos ajudam em nossas tarefas de comunicação. Isso é ótimo.

Mas devemos saber dosar o uso. Como tudo na vida. O segredo do sucesso é saber segurar a onda.

A profusão de plugins e a insistência em “técnicas de inbound”, quando combinados com a falta de noção, podem proporcionar resultados não muito bons.

comonaofazer

Estes três ingredientes combinados podem prejudicar muito a experiência do usuário e o resultado de suas ações sair aquém do esperado. Vejam na imagem que ilustra este post. É a captura de tela de um site referência para quem trabalha com mídias sociais, o Social Media Examiner. No exemplo, temos a combinação desastrosa de muitos plugins, pressão para adotar as “técnicas de inbound” e a falta de noção como a cereja do bolo que acaba prejudicando muito a experiência do usuário.

O primeiro erro: não respeitar a motivação do usuário.
Quando cliquei no link em meu leitor RSS para acessar o site, o que me motivou foi o conteúdo. Fui ao site para ler dicas de como montar uma estratégia de conteúdo usando o Trello para organizar as coisas. Mal havia começado a ler o post e, ao rolar a página, minha leitura foi interrompida com uma oferta de assinatura de newsletter. Esta interrupção me deixou chateado. Afinal, seria mais inteligente deixar que eu leia o conteúdo para me interessar. Depois da leitura seria um bom momento para me oferecer um report. No momento em que a oferta apareceu, eu nem havia tido tempo de ler 1/3 do conteúdo. Imaginando que eu fosse um novo leitor, não haveria dado tempo de refletir sobre a qualidade do conteúdo a ponto de decidir assinar qualquer coisa que fosse do site.

Segundo erro: não segurar a onda nos plugins.
Dando sequência ao ocorrido descrito acima, fui fechar a modal que tentava me vender o report e o ponteiro acidentalmente saiu da área da página, ativando uma segunda modal que me vendia outra assinatura IDÊNTICA.
Como se não bastasse uma modal, agora eu estava às voltas com duas ações quase iguais contendo basicamente o mesmo tipo de argumentação de venda dentro das “técnicas de inbound” tão difundidas.
Estas ações foram disparadas porque ao menos dois plugins com basicamente a mesma função estão em uso naquela instalação. Qual a necessidade disso?

qual-a-necessidade-disso

Terceiro erro: vender, vender, vender.
Parece que o Social Media Examiner se esqueceu dos motivos que fizeram com que o site se tornasse referência. O conteúdo é útil. Por isso as pessoas acessam e lêem o que está lá. A venda é uma consequência. Talvez a fonte esteja secando; talvez o número de clientes esteja caindo; ou talvez seja apenas falta de noção associada às “técnicas de inbound” mesmo. O fato é que quando as empresas se comportam dessa maneira, sua motivação sobressaiu e isso fez com que seu comportamento se assemelhasse ao daqueles garçons de praça de alimentação de shopping. O resultado é rejeição.

Então, tente lembrar disso quando estiver pensando em ações de comunicação. Por mais sedutor que possa parecer, lembre-se que o leitor chegou a seu conteúdo com uma motivação específica. Respeite-a e tente proporcionar a melhor experiência possível para seu usuário.

Não é pra deixar de usar o WordPress e muito menos os plugins. Apenas entenda que os esforços de venda não devem se sobrepor às necessidades dos usuários. E, muito importante: segure a onda nos plugins!

A busca por “leads” pode ser feita com um pouco mais de responsabilidade e parcimônia. E os resultados podem ser proporcionalmente muito melhores.

0 comments on “Como um esforço de venda pode arruinar a experiência de seu usuárioAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *